Quantidade de parcelas do Seguro Desemprego

Número Parcelas Seguro Desemprego 2017!

Todo trabalhador que foi demitido sem justa causa tem direito a receber o seu Seguro-Desemprego. Por isso se você já sabe que tem direito ao auxílio mas nao sabe qual é número de  parcelas do Seguro Desemprego acompanhe o artigo.

  • Tire todas as suas dúvidas sobre o Seguro Desemprego. Saiba mais!

numero de parcelas

Como saber a quantas parcelas do Seguro Desemprego tenho direito?

Depois de acontecer várias alterações nas regras do Seguro Desemprego devido a Lei 13.134 de 2015, é normal ainda termos dúvidas sobre as modificações que ocorreram no benefício, então para ajudar a entender um pouco melhor sobre as  parcelas do Seguro Desemprego que você trabalhador pode ter direito, resolvemos explicar um pouco melhor o assunto de forma simples.

 

💰 Primeira solicitação ao Seguro Desemprego

Se for a primeira vez que está sendo solicitado o benefício pelo trabalhador é necessário que ele comprove vínculo empresarial/recebimento de salários, de pelo menos 12 meses que podem ser consecutivos ou não em um período de 18 meses que antecede o pedido ao auxílio e assim ter direito a até 4 parcelas, para receber 5 parcelas é preciso comprovar no mínimo, 24 meses de trabalho.

💰 Segunda solicitação ao Seguro Desemprego

Já na segunda vez que é feita a solicitação passa a ser obrigatório comprovar somente 9 meses de trabalho também de forma consecutiva ou não, dentro do período de 12 meses que antecede a solicitação, contudo o trabalhador só poderá receber até 3 parcelas, sendo que se o empregado trabalhou até 11 meses a quantidade de parcela continua sendo três.

Para ter direito a receber 4 parcelas, é necessário o tempo mínimo de 12 meses trabalhados e, no máximo, 23 meses.

Entretanto para poder sacar 5 parcelas, é preciso comprovar vínculo empregatício do período mínimo de 24 meses trabalhados que antecedam a solicitação do benefício.

💰 Terceira solicitação ao Seguro Desemprego

A partir da terceira solicitação as regras mudam um pouco e começa a ser exigida a comprovação por um tempo ainda menor, apenas 6 meses o tempo mínimo e 11 meses o tempo máximo de trabalho que antecede ao pedido, porém, ao contrário das duas primeiras solicitações o período de trabalho precisa ter sido cumprido de forma interrupta, ou seja, de maneira consecutiva e o solicitante terá direito a 3 parcelas.

Para o trabalhador poder receber 4 parcelas do seguro, é preciso ter trabalhado por pelo menos 12 meses e no máximo 23 meses.

E por último para que o beneficiário consiga usufruir de 5 parcelas o trabalhador deve comprovar ter sido empregado pelo período mínimo de 24 meses.

LEMBRE-SE: Quando no artigo dizemos “que pode receber até 3 parcelas” é porque quando o trabalhador é realocado no mercado de trabalho o seu benefício será cessado já que não existe mais a necessidade do seu recebimento.

🔎 Consulte como retomar as parcelas do seu seguro clicando aqui.

Confira a tabela abaixo e veja em qual caso você se encaixa para saber as parcelas do Seguro Desemprego que irá receber.

Tabela Parcelas Seguro Desemprego

Solicitação por meses trabalhadosAté 11 mesesDe 12 a 23 meses24 meses
1ª solicitação Sem direito4 Parcelas5 Parcelas
2ª solicitação3 Parcelas4 Parcelas5 Parcelas
3ª solicitação3 Parcelas4 Parcelas5 Parcelas

Mas e valor da minha parcela como fica?

Não existe um valor establecido para o Seguro-Desemprego por igual para todos os trabalhadores que são beneficiados, tem que ser feito um cálculo simples levando em conta o valor dos seus três ultimos salários.

🔎 Consulte como calcular o valor da sua parcela clicando aqui.

🔎 Consulte como dar entrada no Seguro Desemprego clicando aqui.

Tempo de solicitaçãp entre um seguro desemprego e outro!

Existe o chamado período aquisitivo, ou seja como um tempo de “carência” entre uma solicitação do seguro e a outra, obrigatoriamente precisam ter um intervalo de 16 meses entre os pedidos.

ATENCÃO ao PIS: Qualquer trabalhador que esteja recebendo o Seguro-Desemprego não perde o direito a receber o abono salarial PIS, sempre e quando cumpra as regras definidas pelo MTE e Caixa Econômica, para receber o benefício do PIS/PASEP.

Agora que você entende melhor o funcionamento das parcelas do Seguro desemprego é só ficar atento ao seu período trabalhado e aos pagamentos. Mas caso você ainda alguma dúvida sobre o benefício deixe a sua pergunta nos nossos comentários e até a próxima! 😉

Deixe o seu Comentário: