Que é o Bolsa Família?

Desde a sua criação no 2003 o Bolsa Família é alvo de várias críticas independente do ponto de vista político. Mas todos sabem como ele realmente funciona?

O que e o Bolsa familiaNesse artigo vamos explicar de forma mais clara o que ele é, afinal a grosso modo sabemos que o bolsa família é um programa social do Governo Federal de transferência de renda que é direcionado às famílias em situação de pobreza extrema em todo o solo brasileiro com a intenção de ajuda-las a sair dessa situação vulnerável, mas o que mais ele faz pela sociedade?

No Brasil, mais de 13,9 milhões de famílias são atendidas pelo Bolsa Família.

O que é Bolsa Família?

O programa lançado no ano 2003 no governo Lula chamado Bolsa Família faz parte do Plano Brasil Sem Miséria e seu foco principal é ajudar brasileiros (as) que possuem uma renda per capita menor a setenta e sete reais mensais.

Em um último registro um em cada quatro brasileiros fazem parte do programa, sendo a maior parte da região Nordeste que é uma das regiões mais vulneráveis do país.

Qual a diferença na economia brasileira o Bolsa Família?

Sempre que acontece uma melhor distribuição de renda na base da pirâmide de uma sociedade, toda a economia passa a girar de forma mais equilibrada.

Imagine um mercadinho de uma comunidade pequena, podemos encontrar nele alguns quilos de feijão, arroz e alguns litros de leite por exemplo que são o suficiente para cobrir a demanda daquela comunidade.

Porém, vários membros dessa comunidade conseguem uma renda extra (nesse caso o Bolsa Família) e eles conseguem ao invés de só comprar feijão, arroz e leite também comprar óleo, alguns legumes e talvez até um suco.

O que acontece com esse mercadinho?

Ele precisa aumentar a oferta de produtos para dar conta da nova demanda logo, ele compra mais do distribuidor. Isso também pode fazer aparecer novas demandas na região (roupas, itens de higiene, etc.) que antes não tinham como existir porque as pessoas da comunidade simplesmente não tinham como consumir esses produtos e isso vai crescendo em escala até o topo da pirâmide.

Cartao Bolsa Familia

Qual é o valor do Benefício?

O valor do beneficio social não é igual para todas as famílias, o governo na hora de fazer o calculo do valor vai levar em conta alguns fatores importantes tais como o número de pessoas da familia, idades, renda de cada pessoa e cidade.

Quais são os tipos de Bolsa Família?

Atualmente são quatro variações do benefício:

Básico

  • Oferecido às famílias que se encontram em situação de extrema pobreza.

Variável

  • Oferecido às famílias pobres e extremamente pobres que possuam pelo menos uma criança ou adolescente de 0 a 15 anos, assim como gestante ou nutrizes e pode acumular cinco beneficios em uma mesma familia.

Variável para Jovem

  • Oferecido às famílias pobres e extremamente pobres com adolescentes entre 16 e 17 anos obrigatoriamente matriculados na escola.

Superação da estrema pobreza

  • Superação da extrema pobreza: oferecido às familias que apresentam pobreza extrema.

Quem pode receber o Bolsa Família?

A escolha ocorre com base nas informações coletadas por cada município no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, instrumento de registro e gestão de informações que possui como objetivo identificar as famílias de baixa renda que moram no país. A partir desses dados, o Ministério do Desenvolvimento Social consegue selecionar as famílias que estão dentro das regras e, portanto, estão aptas para receber o benefício.

  • Renda mensal de até R$ 85,00 por pessoa sem crianças, adolescentes ou gestantes na família;
  • Renda mensal  entre R$ 85,01 e R$ 170,00 por pessoa com crianças, adolescentes até 16 anos ou gestantes na família;
  • Renda mensal de zero a R$ 170,00 por pessoa com adolescentes entre 16 e 17 anos de idade.

O que é necessário para se candidatar ao benefício?

Além de se enquadrar em situação de extrema pobreza, para ser beneficiário é necessário apresentar um documento de identificação (não é obrigatório ter foto), como o CPF, por exemplo e entrar no Cadastro Único, com todos os dados atualizados. Para se cadastrar no Cadastro único vá até o setor responsável da prefeitura de sua cidade. Para mais informações sobre o Cadastro unico visite o site oficial.

Entretanto fazer o cadastro não significa garante o recebimento imediato. Quem faz a seleção das famílias que receberão o Bolsa Família é o próprio Ministério do Desenvolvimento Social, com base na renda per capita de cada família.

Cada prefeitura municipal é a responsável por cadastrar os candidatos ao programa e manter sempre atualizada a base de dados, assim como acompanhar as condições do benefício. Ela também é a responsável por articular e promover as ações complementares destinadas ao desenvolvimento e crescimento das famílias beneficiarias do município em questão.

Como sacar o Bolsa Família?

Para sacar o beneficio é só ir na data indicada com o seu cartão e um documento de identidade  do titular até uma agência da Caixa Econômica Federal, Caixa Aqui  e também lotéricas conveniadas a Caixa.

Levando todos esses dados em consideração, é inegável a legibilidade desse programa social e a diferença que ele faz em nossa sociedade, ele não está simplesmente dando o peixe para as pessoas, mas sim dando uma nova forma de pescar, fazendo a economia nas regiões mais vulneráveis se estabilizar e com isso todos em sua escala de produção crescer. É necessário avaliar o programa como um todo e não apenas a sua proposta, só assim podemos ter uma visão realmente clara sobre o seu resultado.

Deixe o seu Comentário: