Problemas para sacar o PIS? Veja o que pode estar acontecendo

Muitas pessoas este ano não sabem se têm direito ao PIS ou não está conseguindo sacar e não entende a razão? Explicamos aqui um pouco sobre o direito e algumas situações que podem estar acontecendo e impedindo você de conseguir seu pagamento. Vamos lá? 😉

O que é o PIS?

numero-pisPrimeiramente, PIS quer dizer Programa de Integração Social e é um imposto social criado para que a empresa financie o pagamento do seguro-desemprego em troca da contribuição do funcionário registrado pelo tempo de serviço, tanto para os trabalhadores de empresas públicas, como privadas, no entanto não é todo trabalhador que tem direito ao Programa. Para saber mais sobre o PIS clique aqui.

Atualmente, em 2016, está acontecendo uma situação onde parece que um grande número de pessoas não está sabendo como ter acesso ao seu pagamento, embora o Ministério do Trabalho diga que está sendo pago e já tenha prorrogado o prazo para saque duas vezes.

Quem tem direito ao PIS?

Devido aos problemas financeiros recentes do país, o PIS 2016 está recebendo o valor referente a dois anos base, 2014 e 2015. O que aconteceu é que em 2015 o pagamento foi dividido em dois para não impactar tanto as despesas do Fundo de Amparo ao Trabalhador.

Por tanto, nem todos receberão PIS esse ano. Ainda existem trabalhadores que não resgataram o valor referente a 2014 que ficará disponível somente até o final de dezembro de 2016, enquanto o valor do ano base 2015 começou a ser pago em julho deste ano, mas se estenderá até 30 de junho de 2017.

A tabela disponibilizada pelo Ministério apresenta que os nascidos entre julho e dezembro recebe o benefício do ano base 2015 neste ano. Já os nascidos entre janeiro a junho, vão receber no primeiro trimestre de 2017.

Porém, antes de ir até o banco é interessante que você já esteja sabendo das mudanças que foram feitas em 2015 para ter direito ao PIS.

Para conseguir receber o direito o funcionário tem que:

  • Estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido no ano anterior salário equivalente até dois salários mínimos;
  • Ter trabalhado remuneradamente por no mínimo 30 dias no ano anterior;
  • Ter os dados de trabalhador atualizados pela empresa na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Se você cumpre todos esses requisitos você tem direito a receber o abono salarial do PIS. Para mais informações para saber quem tem direito ao PIS/PASEP clique aqui.

Mudanças nas regras do PIS

Até as novas regras 08 de julho de 2015 (que interferem no pagamento do PIS de 2016 com ano base em 2015), para conseguir receber o direito o funcionário tinha que ter trabalhado no mínimo por 30 dias, consecutivos ou não, durante o ano base da conta do benefício, porém, hoje em dia você precisa ter trabalhado por, no mínimo, 30 dias (01 mês) seguidos ou não para ter direito de receber seu abono salarial.

No restante, as regras continuam iguais: Precisa estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; ter recebido no ano base o equivalente até dois salários mínimos; ter os dados de trabalhador atualizados pela empresa no RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), empresa que, aliás, também precisa estar registrada e em dia com suas finanças e jurídico.

Como sacar PIS?

Se você se encaixa entre os trabalhadores que tem direito de receber o PIS, consulte a tabela de PIS deste ano que não tem data certa para sair mas tem sempre um calendário anual disponibilizado pela Caixa Econômica Federal.

Ao verificar se já está na época, vá até uma agência da Caixa com documento de identificação e veja se o valor foi depositado diretamente lá (no caso do Pasep, a diferença é que ao invés da Caixa ele é depositado no Banco do Brasil).

caixa-pis-2016

Caso não dê certo existem algumas possibilidades que podem ter ocorrido para que o valor não tenha saído, veja abaixo:

Principais problemas na hora de sacar o PIS PASEP

O mais comum se trata do envio errado de informações ao RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), que é um relatório de informações que a empresa onde o funcionário trabalhou deve enviar. A informações são passadas ao Ministério do Trabalho e Emprego para que o empregado possa receber todos os benefícios que tem direito, como o abono salarial, PIS/PASEP, seguro-desemprego e FGTS.

Para se certificar que as informações do RAIS estão corretas você pode procurar pelo site do Ministério do Trabalho colocando o número do PIS/Pasep clicando AQUI. Confira com atenção todos os dados, até mesmo o valor do salário descrito. Problemas de digitação são comuns. Outro problema se refere a inclusão do 13º salário na lista dos benefícios que são descritos, pois no RAIS só deve ser colocado o equivalente aos valores mensais. Agora é com você.

IMPORTANTE: Os valores que não forem sacados voltam para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

O Calendário 2015/2016 do Abono Salarial, ano base 2014, foi prorrogado até o dia 30 de Dezembro.

Se ainda tiver dúvidas se tem ou não direito e o que pode estar acontecendo pode entrar em contato com a Central de Atendimento Alô Trabalho pelo número de telefone 158;ou também se preferir pelo telefone 0800-7260207 da Caixa (PIS) e pelo 0800-7290001 do Banco do Brasil (Pasep). Outra possibilidade de consulta é pelo site do Ministério do Trabalho no seguinte link ou procurar mais informações no site do Caixa PIS.

duvidas-pis

Também se ficou alguma dúvida específica a respeito dos seus direitos, podem nos mandar suas questões que tentamos pesquisar para que você saia sem dúvidas.

Esperamos ter ajudado e boa sorte! 😉

6 Comentários

  1. cristiane moreira modesto
    • Suporte
  2. Eli Vargas
    • Suporte
  3. Ana Rosa Xavier
    • Suporte

Deixe o seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *